VI Semana dos Direitos das Crianças – CPCJ Caminha

Maio 25, 2012 às 8:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

DIA VERDE – 26 de Maio – Jardins Museu da electricidade/ Workshop “Se eu fosse um livro” 16h

Maio 25, 2012 às 2:14 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

A Editora Pato Lógica, parceira do Instituto de Apoio à Criança nalgumas iniciativas, participa na celebração da semana sustentável da RTP e Antena 1, sábado, dia 26 de Maio, a partir das duas da tarde, nos jardins do Museu da Electricidade, em Lisboa. Estes , recebem o DIA VERDE, uma grande eco festa, de entrada livre, especialmente dedicada às famílias!  Há mercados de produtos biológicos, de 2ª mão e de trocas, actividades de bem-estar, música, workshops ambientais e de alimentação saudável, hora do conto para os mais novos entre tantas outras actividades.

A Pato juntou-se a esta festa e pelas 16h00 vai estar presente com o Workshop “SE EU FOSSE UM LIVRO”. Para crianças a partir dos 7 anos, acompanhadas por 1 adulto.

André Letria e Madalena Marques, da Pato Lógico, vão estar na zona Pais e Filhos a construir livros a partir de materiais reciclados.

As crianças dão início à construção começando pelo primeiro passo: imaginar a história. Uma iniciativa Pato Lógico e Verde Movimento.

Para se inscrever envie email para diaverde2012@gmail.com. Indique no “assunto” o nome do workshop pretendido.

A mensagem deve incluir nome completo e contacto telefónico. Para os workshops da zona Pais e Filhos também é necessário indicar a idade das crianças.

Para mais informações e novidades visitem o facebook do Pato (http://www.facebook.com/pato.logico.edicoes) , do Verde Movimento (http://www.facebook.com/verdemovimento) e do  do movimento 5 dias 5 causas (http://www.facebook.com/5dias5causas)

Contamos consigo e o planeta agradece. Todas as actividades são gratuitas!

É em agosto que desaparecem mais menores

Maio 25, 2012 às 2:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

Notícia do Jornal de Notícias de 24 de Maio de 2012.

O Dr. Manuel Coutinho (Secretário–Geral do Instituto de Apoio à Criança e Coordenador do  Sector SOS-Criança do Instituto de Apoio à Criança), é entrevistado na notícia.

clicar na imagem

Dia Mundial da Criança desaparecida. IAC defende actualização da lei de protecção de menores

Maio 25, 2012 às 12:30 pm | Publicado em A criança na comunicação social, O IAC na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , ,

Notícia do i de 25 de Maio de 2012.

A Drª Dulce Rocha, Vice-Presidente do Instituto de Apoio à Criança, é entrevistada na notícia.

Por Pedro Rainho

O Instituto de Apoio à Criança (IAC) assinala o Dia Mundial da Criança Desaparecida com uma conferência na Assembleia da República em que será lançado o alerta para a prevenção de crimes sobre menores e a reabilitação das vítimas destes crimes, através da integração da directiva europeia de 2011 na lei portuguesa.

Uma directiva que, como explica Dulce Rocha, vice-presidente do IAC e uma das oradoras da conferência, “reforça a lei de 2004 e integra o crime de aliciamento de menores através da internet”, uma prática que tem vindo a verificar-se com maior frequência nos últimos anos e que incide, sobretudo, em crianças “que fugiram de instituições de acolhimento”, mas também em menores que “vivem num contexto familiar problemático”. A referência à legislação europeia advém da forte relação que existe entre o desaparecimento de menores e o encaminhamento dos mesmos para redes de exploração sexual.

A directiva, publicada em Dezembro do ano passado, refere também “a necessidade de conjugar a pena com medidas que avaliem a perigosidade” dos autores de abusos sobre menores. Por tratar-se de um crime “com um elevado nível de reincidência”, Dulce Rocha refere a importância da “avaliação periódica da perigosidade” dos condenados, como “salvaguarda da segurança das nossas crianças”.

Devido à especificidade deste tipo de crimes, a responsável do IAC vê como positiva a possibilidade de que aos autores destes crimes seja proposta a frequência em “programas psicoterapêuticos de reabilitação, onde ficasse afastado o perigo de repetição dos crimes”.

Mestrado em Estudos da Criança – Área de Especialização em Intervenção Psicossocial com Crianças, Jovens e Famílias

Maio 25, 2012 às 12:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Apresentação 
O Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre em Estudos da Criança – Área de Especialização em Intervenção Psicossocial com Crianças, Jovens e Famílias visa: promover o desenvolvimento da investigação avançada sobre a intervenção psicossocial com crianças, jovens e famílias; fomentar o aprofundamento dos saberes téorico-práticos no domínio da educação, da protecção à infância e juventude e da intervenção familiar; criar condições de melhoria da intervenção psicossocial junto das crianças, jovens e famílias que revertam, de forma eficaz e eficiente, para o desenvolvimento de programas em domínios da educação formal e informal e de intervenção social em Portugal. A conclusão do primeiro ano confere o direito a um Diploma de Especialização em Intervenção Psicossocial com Crianças, Jovens e Famílias. A aprovação na totalidade do Mestrado confere o grau de Mestre em Estudos da Criança.

Plano de Estudos >

Professor Coordenador: Profª Doutora Ana Maria Tomás de Almeida
Grau académico que confere: Mestre
Área de Especialização: Intervenção Psicossocial com Crianças, Jovens e Famílias

Condições de Admissão
São admitidos à candidatura à matrícula no Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre em Estudos da Criança, Área de Especialização em Intervenção Psicossocial com Crianças, Jovens e Famílias: titulares de Licenciatura, ou habilitação equivalente, em Educação, em Ensino, em Psicologia, em Sociologia, em Serviço Social, em Enfermagem, em Direito ou em outras áreas que capacitem para o exercício profissional junto de ou orientado para crianças; candidatos, nacionais ou estrangeiros, detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido pelo Conselho Científico do IE como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos.

Documentação necessária para a candidatura
A candidatura online (http://alunos.uminho.pt) requer a entrega/envio da seguinte documentação: cópia da certidão de Licenciatura, ou habilitação equivalente, com indicação da respectiva classificação final; Curriculum Vitae detalhado; comprovativo da realização de estágio pedagógico/profissionalização e respectiva classificação, quando aplicável; comprovativo do tempo de serviço docente ou da experiência profissional; cópia do bilhete de identidade/cartão de cidadão e do cartão de contribuinte; outros comprovativos que os candidatos entendam relevantes para apreciação da sua candidatura.

Vagas (nº mínimo e máximo): 12 – 20
A abertura do Mestrado depende da admissão de um número mínimo de alunos, sem o qual não funcionará.

Prazos de candidatura
1ª fase: 04 de junho a 19 de junho 2012
2ª fase (vagas sobrantes da 1ª fase): 21 de Agosto a 11 de Setembro 2012

Duração do Mestrado: 2 anos (120 ECTS)
Valor das propinas: 1375 €/ano, podendo ser pago em prestações
Regime/Horário: Sexta (tarde) e Sábado (todo o dia)
Local de funcionamento: Instituto de Educação – Campus de Gualtar

Observações 
Este Mestrado releva para efeitos de progressão na carreira, nos termos do artº 54 do Decreto-Lei nº 75/2010, de 23 de Junho (Estatuto da Carreira Docente dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário).
Poderá ser requerida a frequência do Mestrado em regime de tempo parcial, sendo que, neste caso, o valor das propinas corresponde a um montante parcial das mesmas.

Contactos
Morada:
Instituto de Educação / Campus de Gualtar / 4710-057 Braga
Tel: + 351 253 601 261
Fax: + 351 253 604 659
E-mail: sec-mec-ac@ie.uminho.pt
Site: www.ie.uminho.pt

IAC em luta contra o abuso sexual

Maio 25, 2012 às 11:00 am | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Editorial da autoria de Isabel Stilwell do Destak de 23 de Maio de 2012.

O desaparecimento de um filho é, tenho a certeza disso, a mais terrível das tragédias. Os pais morrem por dentro, torturados entre o desejo de esquecer, e parar de sofrer por um segundo que seja, e a ânsia de o encontrar, trucidados pela culpa de não terem sido suficientemente omnipresentes e omnipotentes para o protegerem, mesmo que humanamente nada pudessem ter feito.

E se imaginar a sua dor é difícil, torna-se impossível quando tentamos sentir o que sente uma criança raptada e abusada. Queremos identificarmo-nos com ela, mas o cérebro recusa-se ao exercício, recusa o pensamento que é demasiado destrutivo. E, no entanto, não podemos fingir que estes casos não existem.

Sem cruzar os braços, o Instituto de Apoio à Criança, realiza todos os 25 de Maio, Dia Internacional das Crianças Desaparecidas e Exploradas Sexualmente, uma conferência na AR, dedicada a este tema. Na sexta-feira, o encontro centra-se na nova Directiva do Parlamento Europeu e do Conselho da União relativa à luta contra o Abuso Sexual, a Exploração Sexual, a Pornografia Infantil e o Aliciamento, que estabelece normas sobre a definição dos crimes sexuais contra crianças e sanções aplicáveis, e reforça a sua prevenção.

Uma das mais recentes conquistas, que permite agir mais depressa e de forma mais concertada, foi a criação do Número Único Europeu, o 116000, que será alvo de uma campanha que neste dia passará em todos os países à mesma hora (em Portugal, às 09h00). E foi neste dia, há dois anos, que o IAC conseguiu revogar a norma relativa à aplicação da figura do “crime continuado”, que considerava múltiplos abusos como um só. Mas ainda há muito por fazer…

 

 

Campanha 25 de Maio de 2012 – Dia Internacional das Crianças Desaparecidas

Maio 25, 2012 às 8:00 am | Publicado em Divulgação, Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

A Missing Children (Federação Europeia de Crianças Desaparecidas e Exploradas Sexualmente) lança uma campanha europeia para assinalar o Dia Internacional das Crianças Desaparecidas. Em todos os países europeus, no dia 25 de maio, às 9 horas portuguesas (ou seja, às 10h CET) será difundido, por todos os meios possíveis, o vídeo da campanha.
Em Portugal assinalou-se, pela primeira vez, em 25 de Maio de 2004, o Dia Internacional das Crianças Desaparecidas, por iniciativa do Instituto de Apoio à Criança.
A origem desta data funda-se no facto de no dia 25 de Maio de 1979 ter desaparecido uma criança de 6 anos, Ethan Patz, em Nova Iorque. Nos anos seguintes, pais, familiares e amigos reuniram-se para assinalar o dia do seu desaparecimento e, em 1986, o dia 25 de Maio ganha uma dimensão inter-nacional quando o Presidente Reagan o dedicou a todas as crianças desaparecidas.
Esta data tem vindo a ser assinalada em diversos Países da Europa, à semelhança do que sucede na Bélgica, desde 2002, em que a Child Focus, associação belga criada pelo pai de uma das crianças assassinadas pelo pedófilo Dutroux, decidiu adotar este dia associando-se assim ao movimento iniciado nos Estados Unidos.
A Federação Europeia das Crianças Desaparecidas e Exploradas Sexualmente, a Missing Children Europe, criada em 2001, e que o IAC integra desde a sua fundação, também todos os anos assinala o 25 de Maio e recomenda iniciativas nesse dia às ONG nacionais.
As organizações que intervêm nesta área adotaram como símbolo a flor de miosótis, em inglês “forget me not.

Muitas vidas, um baú de tesouros: Um olhar sobre os percursos e as estratégias de intervenção junto das crianças e jovens em risco

Maio 25, 2012 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Mais informações Aqui


Entries e comentários feeds.