286 crianças ligam só para conversar

Março 10, 2012 às 1:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Notícia do Correio da Manhã de 5 de Março de 2012.

Por:Joana Nogueira

Ajuda: Serviço criado pelo Instituto de Apoio à criança é gratuito

A Linha SOS Criança recebeu 2864 chamadas no ano passado, dez por cento das quais feitas por crianças e jovens. Desde o início deste ano, o serviço de apoio, anónimo, já recebeu 580 telefonemas.

“Há crianças em solidão que telefonam quando se sentem sós, incompreendidas e precisam de falar com alguém. O SOS Criança é considerado por todos um direito da criança. Cerca de dez por cento dos apelos são feitos por crianças”, explicou ao Correio da Manhã Manuel Coutinho, secretário-geral do Instituto de Apoio à Criança.

Desde a sua criação, em 1988, a Linha SOS Criança, acessível através do número gratuito 116 111, tem vindo a apoiar as crianças em risco, maltratadas e/ou abusadas sexualmente. A prevenção é a palavra-chave. “Ao longo dos anos, o SOS Criança recebeu 4049 apelos de crianças em perigo, 2777 situações de maus tratos na família, 3441 situações no âmbito da saúde, 3096 apelos motivados por questões de negligência e 2392 apelos relacionados com mendicidade”, revela o coordenador desta linha, acrescentando que, através deste serviço confidencial, chegaram 1500 casos de regulação do exercício das responsabilidades parentais, bem como 860 situações de abuso sexual.

Ainda que as chamadas telefónicas tenham diminuído em relação a 2010, ano em que 2982 pessoas pediram apoio aos profissionais e técnicos especializados que estão do outro lado da linha, isto não significa que as situações de risco tenham diminuído. “É positivo que o número de chamadas não aumente, mas não significa que os apelos tenham diminuído. Hoje, muitos dos que apelam utilizam o e-mail e outros procuram os técnicos da mediação escolar que o SOS Criança tem nas comunidades escolares”, explica Manuel Coutinho.

 


Entries e comentários feeds.