Norte e Centro continuam a ser as regiões com menos chumbos

Dezembro 6, 2011 às 9:00 pm | Publicado em Divulgação, Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , ,

Notícia do Público de 28 de Novembro de 2011.

Por Lusa, Clara Viana

A percentagem de alunos do ensino básico e secundário que chumbou no ano lectivo de 2009/2010 continua a ser menor no Norte e Centro e maior nas regiões autónomas e na zona de Lisboa. Os dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística confirmam a existência de fortes disparidades regionais no que respeita ao sucesso escolar dos alunos.

Uma comparação com dados de anos anteriores, divulgados pelo Ministério da Educação, dá conta de que os lugares ocupados pelas diferentes regiões têm-se mantido estáveis.

Segundo o INE, no ano lectivo passado, a taxa de retenção e desistência no ensino básico foi de 7,9%. Cinco das sete regiões de Portugal ultrapassaram esta média. Na Madeira chumbaram, no básico, 11,8% dos alunos. Em Lisboa o mesmo aconteceu a 9,6%. No Norte e Centro as taxas de retenção situaram-se nos 6,2 e 6,8% respectivamente.

O insucesso é maior quando se tem só em contra os resultados do 3º ciclo, o último do ensino básico. A taxa de retenção sobe, na média nacional, para 13,8%. Madeira, Açores, Algarve, Lisboa e Alentejo voltam a ser as regiões que têm resultados piores. No 3º ciclo a percentagem de chumbos oscila, nestas regiões, entre 19,4 e 14,%. No Norte e no Centro chumbaram, neste ciclo 11,5 e 12,2% dos alunos.

No ensino secundário o Alentejo junta-se à lista das regiões com melhores resultados. A taxa de transição/conclusão neste nível de ensino é ali igual à da média nacional: 80,7%. No Norte e Centro foi superior. Nos Açores 74,5% dos alunos do ensino secundário passaram de ano. Foi a região com piores resultados.Com 78,1%, Lisboa ficou em quarto lugar.

Por sub-região, seis ilhas dos Açores (Flores, Terceira, Santa Maria, Pico, São Miguel e Faial) lideram a lista dos chumbos, com taxas entre 10,8 e 12,9%. Surgem depois a península de Setúbal (10,3%), Alentejo Litoral (9,8%) e Grande Lisboa (9,3%).

Do lado oposto, com as mais baixas taxas de retenção e desistência nos três ciclos do ensino básico, estão as sub-regiões de Minho-Lima (4,6%), Baixo Mondego (5,2%) e Cávado (5,3%). Numa análise por município, os últimos lugares pertencem à Calheta (Madeira), Vila Franca do Campo (Açores), Porto Moniz (Madeira), São Roque do Pico (Açores), Alter do Chão (Alentejo) e Freixo de Espada à Cinta (Norte), com taxas entre 17,8 e 15,9%. Já os concelhos mais bem sucedidos são Arronches, Castelo de Vide e Almodôvar (Alentejo), e Armamar, Moimenta da Beira e Mondim de Basto (Norte), com valores entre 0,4 e 2,9%.

Os dados divulgados pelo INE fazem parte dos Anuários Estatísticos Regionais hoje publicados. No seu resumo referente à educação, o INE frisa que “os desempenhos mais favoráveis nas regiões Norte e Centro têm por base disparidades internas, nomeadamente com os municípios do Litoral da região Norte a apresentar valores mais elevados”.

VISÃO apoia projetos de intervenção social: Vote no Projeto Em Família para Crescer

Dezembro 6, 2011 às 3:00 pm | Publicado em O IAC na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Com a ajuda da SIC Esperança e do Montepio Geral, parte das receitas de banca, 50 cêntimos por revista, da edição especial VISÂO Solidária, será entregue a um projeto de intervenção social dirigido por uma IPSS. Um dos projetos propostos para receber o contributo da VISÂO é o projeto Em Família para Crescer (Projeto Rua) do IAC- Instituto de Apoio à Criança.

Este projeto está vocacionado para a prevenção, apoio e acompanhamento de crianças, jovens e suas famílias, em situação de risco social, tendo como objetivo o desenvolvimento de competências sociais, escolares e profissionais dos jovens, visando a a inclusão social pela mudança de comportamentos e atitudes.

Escolha o nosso projeto (PROJETO 6) e ajude-nos a ajudar!

CLIQUE AQUI PARA VOTAR!

Campanha Gosto/Like no Cabide solidário para Ajudar uma causa!

Dezembro 6, 2011 às 3:00 pm | Publicado em Campanhas em Defesa dos Direitos da Criança, O IAC na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Cada Like/Gosto no facebook vale 20 Cêntimos a favor de um conjunto de causas que a ANTARTE apoia com a Campanha do Cabide Solidário. Até um total de 800E euros, a ANTARTE oferecerá o valor resultante dos Gosto/Like sobre cada uma das imagens, revertendo 20 Cêntimos por cada voto.

O cabide do IAC é o azul. Clique já!

 http://www.facebook.com/media/set/?set=a.338856179464330.102078.111638832186067&type=3

Um conto para a Árvore de Natal – Atelier no Bichinho do Conto

Dezembro 6, 2011 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

Atelier – 8 de Dezembro de 2011

Mafalda Milhões

Não interessa a ordem, a sequência ou a técnica. Interessa saber a história, qual é o ritmo e o sentido da obra.
Caberá uma obra de arte dentro de uma bola?
Qual é a poesia que tem um pedaço de cartão?
Na árvore, penduramos memórias ou apenas figuras, fitas e laços.

Afinal, qual é a história da tua árvore de Natal?

Neste atelier não interessa a ordem, a sequência ou a técnica. Interessa saber a história, respeitar o ritmo, o tempo – dar sentido à obra.

Público alvo: Para pais e filhos
Duração: 3h
Horário: 10h00 e 15h00
Lotação: de 6 a 12 pessoas
Preço: 7,5€

 Inscrições, Reservas e Informações:
Tel: +351 262 958 610
info@obichinhodeconto.pt

O Bichinho de Conto

Estrada dos Casais Brancos, 60
(Antiga Escola Primária)
2510-212 Óbidos, Portugal

GPS N 39 21.029 / W 9 08.187

Tel [+351] 262 958 610
Fax [+351] 262 958 611

info@obichinhodeconto.pt

Horário Terça a Sexta 15h às 19h
Sábados 10h às 13h e das 15h às 19h
Domingos, Segundas e Feriados Encerrado

Aprovação pela AGNU do 3.º Protocolo Facultativo à Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança

Dezembro 6, 2011 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Projecto de resolução que adopta o Terceiro Protocolo Facultativo à Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança (projecto de resolução e texto do Protocolo Facultativo em anexo)  aprovado a 16 de Novembro pp., por consenso, na 3.ª Comissão da Assembleia-Geral das Nações Unidas, e com o co-patrocínio de Portugal. Este novo Protocolo Facultativo institui um mecanismo de queixas individuais.

UN press release Aqui

Projecto de resolução Aqui


Entries e comentários feeds.