Jovens europeus assumem relações sexuais desprotegidas

Setembro 26, 2011 às 8:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social, Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , , ,

Notícia da TSF de 26 de Setembro de 2011.

O estudo mencionado na notícia é o seguinte:

Clueless or Clued Up: Your Right to be informed about contraception

Um estudo internacional, divulgado hoje, mostra que quase metade dos jovens europeus já teve relações sexuais desprotegidas com novos parceiros.

Quase 42 por cento dos jovens europeus, com idades entre os 14 e os 24 anos, não usam qualquer tipo de contraceptivo com novos parceiros.

Em Portugal, os últimos dados indicam que um terço dos jovens tem relações sexuais desprotegidas. De uma forma global, entre 2009 e 2011 esta tendência agravou-se.

O estudo internacional “Informado ou a leste” realizado pela Bayer Heaklth Care questionou seis mil jovens de 29 países de todo o mundo e concluiu que o Reino Unido e a França são os países europeus que registaram a maior subida no número de jovens que não usa qualquer tipo de contraceptivo.

Onze por cento dos jovens justificam o comportamento por estarem alcoolizados ou por esquecimento.

O facto de o parceiro não gostar de usar métodos contraceptivos é referido por 14 por cento. Dez por cento acreditam que ter relações durante o período menstrual da mulher é uma forma eficaz de contracepção.

Um comportamento que se reflecte na saúde. Uma em cada 20 adolescentes tem uma doença sexualmente transmissível e em idades cada vez mais baixas.

No estudo internacional, quase quatro em cada dez jovens confirmam não ter educação sexual nas escolas. No entanto 45 por cento das raparigas e 46 por cento dos rapazes dizem estar muito bem informados.

(o site do Dia Mundial da Contracepção, que hoje se assinala)

Rute Fonseca

 

Concerto por uma Boa Causa – a favor das Unidades de Cuidados Pediátricos dos hospitais da área metropolitana de Lisboa

Setembro 26, 2011 às 1:00 pm | Publicado em Campanhas em Defesa dos Direitos da Criança, Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

CONCERTO POR UMA CAUSA
a favor das Unidades de Cuidados Pediátricos dos hospitais da área metropolitana de Lisboa

Sexta-feira, 30 de setembro, 21h00
Hospital de Santa Maria

No dia 30 de setembro, às 21h00, realizar-se-á um concerto com a Orquestra Metropolitana de Lisboa, no Hospital de Santa Maria. As receitas do concerto reverterão integralmente para a aquisição de leitores de CD destinados a equipar as alas pediátricas dos hospitais da área metropolitana de Lisboa.

Em que consiste o projeto?

Há 10 hospitais que prestam cuidados a crianças: Santa Maria, Santa Marta, Estefânia, São Francisco Xavier, Maternidade Alfredo da Costa, Instituto Português de Oncologia, Fernando Fonseca (Amadora-Sintra), Garcia de Orta (Almada), Barreiro e Cascais. 

Como sabemos, há muitas crianças e jovens que passam horas, dias, meses até, internados, por vezes em isolamento total.

Estão bem estudadas as propriedades paliativas da música, que ajudam o processo de recuperação e criam um melhor ambiente para todos, pacientes, médicos, enfermeiros.

São por isso necessários leitores de CD portáteis para equipar estas unidades hospitalares, bem como gravações com repertório adequado a este tipo de espaços.

Este concerto, com um programa que apela ao mundo mágico da infância (com os bailados OQuebra Nozes e O Lago dos Cisnes, de Tchaikovsky), visa recolher fundos para concretizar este projeto.

Preço único: 10€

Bilhetes à venda
na Tesouraria da Sede da Metropolitana, de 2ª a 6ª feira, das 10h30 às 12h30 e das 15h30 às 17h30;
na sede da Associação de Estudantes da Faculdade de Medicina de Lisboa (Piso 1 do Hospital de Santa Maria), de 2ª a 6ª feira, das 9h30 às 13h30 e das 14h00 às 17h00.

Coprodução:
Metropolitana | Antena 2

Apoio:
Centro Hospitalar Lisboa Norte – Hospital Santa Maria/Hospital Pulido Valente – EPE
Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa
Associação de Estudantes da Faculdade de Medicina de Lisboa

Metropolitana

Travessa da Galé, 36
1349-028 Lisboa – Portugal

Telefone: (+351) 213 617 320
Fax: (+351) 213 623 833

E-mail: metropolitana@metropolitana.pt
Website: www.metropolitana.pt

Estudo sugere que os iogurtes magros durante a gravidez aumentam o risco de asma e rinite alérgica nos bebés

Setembro 26, 2011 às 6:00 am | Publicado em Estudos sobre a Criança, Uncategorized | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Notícia do i de 19 de Setembro de 2011.

Os resultados de um estudo da European Respiratory Society – que vai ser apresentado num congresso em Amesterdão que decorre de 24 a 28 deste mês – mostram haver uma relação entre o consumo de iogurtes magros pelas grávidas e a incidência de casos de asma e de rinite alérgica nos seus filhos.

O problema, dizem especialistas, pode residir na falta de ácidos gordos protectores existentes no iogurte. O estudo observou as dietas de 70 mil mulheres dinamarquesas e dos filhos até aos sete anos e descobriu que as grávidas que ingeriam iogurtes magros de fruta tinham 1,6 vezes mais probabilidades de os seus filhos terem asma até aos sete anos, em comparação com as mulheres que não comiam iogurtes magros. A análise dos resultados também mostra que os casos de rinite alérgica entre as crianças aumenta na mesma proporção. No entanto, beber leite durante a gravidez não provoca os mesmos efeitos, antes pelo contrário, os dados mostram que o leite protege os bebés de virem a desenvolver asma.

“É uma descoberta intrigante. A ausência de ácidos gordos nos iogurtes magros podem ser a chave dos resultados”, explicou à BBC Ekaterina Maslova, da Harvard School of Public Health, principal autora do estudo levado a cabo no Statens Serum Institut em Copenhaga. “Os resultados sugerem que os ácidos gordos têm um papel importante ou que as pessoas que comem este tipo de iogurte têm um estilo de vida ou padrões de dieta similares. Não podemos chegar a nenhuma conclusão nesta fase. Primeiro temos de reproduzir estes resultados noutros estudos”, acrescentou. A. R.


Entries e comentários feeds.