Microsoft oferece bilhetes para o jogo SLB-União de Leiria

Maio 31, 2011 às 9:00 pm | Publicado em O IAC na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

As crianças apoiadas pelo IAC-Projecto Rua receberam 50 bilhetes para assistirem ao jogo  da 30ª e última jornada da Liga Portuguesa de Futebol, disputado no Estádio da Luz em Lisboa, entre o Sport Lisba e Benfica e o União de Leiria, no dia 14 de Maio. Estes bilhetes foram oferecidos pela Microsoft, instituição que muito tem apoiado as nossas crianças e que também disponibilizou o transporte para as crianças e os jovens se deslocarem ao estádio.

 Bem-haja!

Anúncios

Dra. Dulce Rocha em “Discurso Directo”

Maio 31, 2011 às 1:37 pm | Publicado em O IAC na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

A Dra. Dulce Rocha, Presidente Executiva do IAC, vai estar no programa Discurso Directo, na TVI 24, pelas 15 horas, para falar sobre as consequências da Pobreza Infantil.

Também hoje, pelas 17.00h, a Dra. Melanie Tavares, responsável pela coordenação do Projecto de Mediação Escolar do IAC, estará no programa Opinião Pública na SIC Notícias, dedicado ao tema da Violência entre Jovens.

Dia Mundial da Criança no CCB

Maio 31, 2011 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação, Uncategorized | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Dia mundial da criança | O CCB/Fábrica das Artes preparou um dia especial

Para podermos abraçar pessoas pequenas, o CCB/Fábrica das Artes preparou um dia especial cheio de propostas que nos levam a mergulhar no universo das histórias. Pela mão dos nossos artistas iremos atravessar este dia na companhia dos livros, da música, do teatro…
Para escolas e famílias
Das 10:00 às 17:30
CCB/Fábrica das Artes – Jardim das Oliveiras
Entrada livre
(mediante inscrição)

Programação

Nana Nana
Poema vocal com novelos de lã
Performance plástica sonora
1 de junho às 10:00 / 11:30 / 14:30
Local CCB/Fábrica das Artes
dos 3 aos 5 anos e família
Com Carla Galvão | Fernando Mota
Duração 20 minutos

Duas vozes e muitos novelos desenrolam o som destas voltas e das vossas também pica pica pica pica pica… PLIM! Era uma vez duas vozes quantas vezes?

Nana e Nana são dois tecelões do som escrevem no espaço um poema que embala de mansinho os novelos de lã que quase sozinhos se movem no tear, o pequeno grande tear onde Nana e Nana trabalham estes novelos são colocados no tear com a ajuda de quem por ali passa e, em troca, cores, texturas, cheiros e histórias quentinhas saem lá de dentro com tal mestria que a todos embala e a todos põe a rodar em torno do pequeno grande tear de Nana e Nana estalactites de lã?
PLUM!

Cegarrega de Ninar
Espetáculo/oficina de Música
1 de junho 10:30 (Jardins infantis) | 12:00 (1.º Ciclo) | 14:30 (1.º Ciclo)
Local CCB/Fábrica das Artes
dos 3 aos 9 anos e escolas
Com Ana Sofia Paiva | Ricardo Santos Rocha
Duração 40 minutos

Canções de berço, de acalentar, cantigas de arrolar…
Cantiguinhas do rô-rô Minha avó mas ensinou
Quando eu ninava no berço
Logo m’as ela cantou…

Cegarrega é um projeto de contadores de histórias com um forte componente musical com base em recolhas de contos, lengalengas e cantares da tradição oral portuguesa.
As várias cegarregas são espetáculos baseados numa forte oralidade que abordam textos e temáticas do nosso imaginário tradicional.

Cuidado, fala mais baixo que as paredes têm ouvidos! 
Os Espacialistas e a Escultura Habitável
Oficina
1 de junho às 10:00 / 14:00 / 17:30
Local Jardim das Oliveiras
A partir dos 5 anos e famílias

Con/figurações do espaço de uma parede a partir da Escultura Habitável de Miguel Arruda.
Sim, as paredes têm ouvidos e todos os outros sentidos e órgãos do corpo, também.
Nesta oficina vamos aprender a ver e a habitar uma parede. Vamos descobrir onde guarda os segredos que lhe contamos e que a espessura de uma parede é constituída por muitas outras paredes de espessuras diversas, por camadas de materiais, visíveis e invisíveis, transparentes e opacos, frágeis e resistentes, grosseiros e delicados.
Cool Frogs
Etienne Borgers (NL)
Espetáculo de marionetas
1 de junho
às 12:00 / 15:00 / 17:30
Local Jardim das Oliveiras
A partir dos 4 anos e famílias
Duração 25 minutos

Composição e performer Etienne Borgers 
Encenação Hans Spin
Figurinos Bri Manuel
Co-produção FIMFA Lx 11
www.etienneborgers.nl

Etienne é cantor e compositor.
Concebe linguagens a partir de sons. Linguagens cómicas, linguagens tristes, linguagens absurdas…
Etienne canta estas linguagens e com elas escreve óperas…
Um mundo mágico cheio do som de doces violinos, vozes estranhas, sons curiosos, olhos espantados, balões vermelhos e… muitos sapos! Situações loucas para nos fazer rir, ficar ansiosos, zangados, tristes e muito felizes!

INSCRIÇÕES
As inscrições devem ser feitas pelos telefones +351 213 612 899/ 898 ou pelo fax +351 213 612 859.  fabricadasartes@ccb.pt
Contactos > Maria José Solla | Manuel Moreira | Tânia Guerreiro
Todos os dias úteis das 11:00 às 13:00 e das 15:00 às 18:00.

Fórum sobre os Direitos das Crianças e dos Jovens – Assinatura da Carta de Compromisso

Maio 31, 2011 às 11:00 am | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

No dia 1 de Junho, Dia da Criança, no Parque Expo – Rossio dos Olivais, em Lisboa, vai ser assinada uma Carta de Compromisso entre várias instituições que se uniram e criaram o Fórum sobre os Direitos das Crianças e dos Jovens, cujo objectivo é “contribuir para a defesa e promoção dos direitos sociais, culturais económicos, e civis das crianças e dos jovens, indispensáveis ao seu desenvolvimento integral”.

As Instituições que se uniram e criaram este Fórum, preocupadas com a promoção dos direitos da criança designadamente a importância de viver bem o tempo de ser criança, são:

Associação Jardins – Escolas João de Deus; Assistência Médica Internacional; Amnistia Internacional-Portugal; Associação Portuguesa de Apoio à Vítima; Associação de Profissionais de Educação de Infância; Comissão Nacional de Instituições de Solidariedade;  Associação Margens; Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens em Risco; Cruz Vermelha Portuguesa; Fernanda Freitas (jornalista); Fundação Pro Dignitate; Fundação do Gil; Fundação Aragão Pinto; Instituto de Apoio à Criança; Instituto Português da juventude;  Projecto”Espaço a Brincar” – Câmara Municipal de Lisboa; OIKOS – Cooperação e Desenvolvimento; Organização Mundial de Educação Pré-Escolar; UNICEF; Escola Superior de Educação de Lisboa.

Neste dia contamos com actuação da artista Paula Teixeira e animação infantil.

HISTÓRIAS COM DIREITOS: CAMPANHA DE VENDAS NAS LOJAS JUMBO NO DIA MUNDIAL DA CRIANÇA

Maio 31, 2011 às 10:00 am | Publicado em O IAC na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,

No dia 1 de Junho, Dia da Criança, a Plátano Editora e o Instituto de Apoio à Criança, em parceria com o Grupo Auchan, promovem o audiolivro “Histórias com Direitos” em diversas lojas Jumbo do país:

 Alfragide

 Almada -Almada Fórum

 Amadora

Lisboa – Shopping Center das Amoreiras 

Cascais

Coimbra – Centro Comercial Dolce Vita

Coina/Barreiro

 Setúbal

 O audiolivro será produto de folheto e estará à venda com 10% de desconto sobre o preço de venda ao público (PVP) que é de 12.95€.

“Histórias com Direitos” foi concebido pelo Instituto de Apoio à Criança, em parceria com a Plátano Editora, e resultou da generosidade dos seus autores, que através dos seus contos e poemas levam as crianças a sentirem e a vivenciarem os seus Direitos, os quais estão consagrados na Declaração Universal dos Direitos da Criança e na Convenção sobre os Direitos da Criança.

António Torrado, Inês de Barros Baptista, Inês Pupo, Maria Teresa Maia Gonzalez, Luísa Ducla Soares, Raquel Palermo, José Jorge Letria, António Mota, Augusto Carlos, Rui Zink e José Fanha são os autores. As ilustrações são de Vera Pyrrait, a música de Ricardo Daniel e Tiago Barbosa (dos Cambraia) e a narração de Pedro D’Orey.

 Os direitos de autor revertem para o Instituto de Apoio à Criança, pelo que se comprar um audiolivro está a ajudar esta instituição que, desde 1983, defende e promove os Direitos da Criança.

Bullying persistente pode levar ao suicídio, escreve pai de uma vítima em livro

Maio 31, 2011 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , ,

Notícia do Público de 16 de Maio de 2011.

Por Lusa

As crianças persistentemente maltratadas e com depressões durante um período de tempo significativo poderão experienciar pensamentos suicidas, alerta um livro sobre bullying escrito pelo pai de uma criança vítima deste tipo de violência.

“Proteja o seu filho do Bullying” é editado pela Porto Editora, em parceria com a Confederação de Associações de Pais (Confap), e escrito por Allan L. Beane, pai de uma criança vítima de bullying, o que contribuiria para o stress pós-traumático de que sofreu.

Este jovem acabaria por se refugiar no consumo de substâncias tóxicas, levando-o à morte.

“Compreendo a dor que sentem as crianças que são maltratadas e o sofrimento por que passam os seus pais. Quero acabar com a dor”, escreve Allan L. Beane no livro que é apresentado hoje em Lisboa pela presidente da Pro Dignitate – Fundação para os Direitos Humanos, Maria de Jesus Barroso, que assina o prefácio.

O autor refere que, “quando uma criança é vítima de bullying, poderá ter medo de ir à escola. Poderá ficar doente no domingo à noite e enjoado na segunda-feira de manhã, só de pensar em ir para a escola e enfrentar os bullies [agressores]”.

“Cada dia é um campo de minas social, podendo ocorrer vários acontecimentos desconhecidos e potencialmente perigosos, até que o dia chegue ao fim”, lê-se na obra de 240 páginas.

Allan L. Beane dirige-se aos pais: “O medo, a ansiedade e o stress poderão levar o seu filho a fingir que está doente, a fugir da escola ou a faltar às aulas”.

Para o escritor, “qualquer conversa sobre suicídio deve ser levada a sério e merece atenção imediata”.

Segundo Allan L. Beane, “o bullying também pode levar uma criança a aderir a um gangue, uma seita, um grupo intolerante ou a um grupo de toxicodependentes”.

Sublinha ainda que “o bullying é igualmente uma explicação recorrente para a maioria dos tiroteios nas escolas. Após anos de maus-tratos, algumas vítimas de bullying percorrem um caminho bastante triste e perigoso que as faz passar da dor à vingança”.

Entre os vários “sinais de alerta” que revelam que o jovem pode ser vítima, destacados pelo autor, encontra-se “uma súbita falta de interesse pelas actividades académicas, as suas notas baixarem, darem preferência à companhia de adultos, terem pesadelos e dificuldade em dormir, manifestarem raiva e irritabilidade, apresentarem lesões físicas inexplicáveis, faltarem às aulas, darem sinais de depressão ou de ansiedade”.

Seminário “Um Olhar em Torno da Violência Doméstica”

Maio 30, 2011 às 9:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

Imbuídos do espírito académico e no âmbito do estágio curricular no Departamento de Investigação e Acção Penal do Porto – DIAP Porto, este Seminário com o título genérico de “Um Olhar em Torno da Violência Doméstica” tem por objectivo criar um espaço de debate e reflexão em torno de alguns paradigmas relativos a este âmbito e às diferentes perspectivas (Teórica e Prática Profissional). Neste seminário, pretende-se desmistificar aspectos jurídicos, sociais e psicológicos e pretende-se, ainda, que seja um ponto de encontro e de debate entre diferentes intervenientes na área da violência doméstica em Portugal. Para tal, contaremos com a presença de vários e diferenciados convidados de vários quadrantes: docentes da UFP e outros especialistas.

Mais informações Aqui

Quanto custa ter um filho?

Maio 30, 2011 às 1:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

Dra Ana Serafim – www.portal-gestao.com

Data:  Maio, 2011

Uma criança traz sempre uma série de alegrias e de despesas adicionais consigo, com grande impacto no seu orçamento familiar. Desde as despesas mais básicas, como a alimentação, vestuário e saúde, até às mais dispensáveis como roupas de marca, um bebé pode custar muito dinheiro.

De facto, as despesas com os filhos começam mesmo antes do nascimento: consultas médicas, ecografias, tratamentos de fertilidade (se necessários), cursos de preparação para o parto, entre outras necessidades podem ascender a vários milhares de euros.

Antes do nascimento

Se considerarmos que uma mãe realiza cerca de 11 consultas médicas e faz cerca de 5 ecografias durante os nove meses de gravidez, e que cada consulta custa cerca de €50 e cada ecografia cerca de €25, facilmente desembolsamos €675, só com cuidados médicos básicos. Um curso de preparação para o nascimento custa cerca de €200.

Mas estas despesas são as mais básicas. Se quiser ter o seu filho numa maternidade privada, o custo poderá rondar os €1500 e os €3000 dependendo do tipo de parto e da variedade e do nível dos serviços oferecidos. Actualmente, as clínicas privadas oferecem uma série de serviços complementares ao parto, como por exemplo, música ambiente, quarto privativo para o pai ou outros elementos do agregado familiar, serviço de refeições à escolha, além de poder escolher o médico e o pediatra.

Antes de a criança nascer, os pais têm de antecipar um conjunto de necessidades que acarretam mais custos: o quarto (que inclui no mínimo um berço, uma cómoda e um fraldário), assim como um carro de bebé, uma alcofa e uma cadeira de transporte automóvel. Além destas despesas, poderá contar também com biberões, roupa do berço e de vestir, brinquedos, chupetas e uma banheira para bebé. No mínimo, gastará €1500. Tenha especial atenção aos custos do carro de bebé, pois variam muito de marca para marca e em função da qualidade dos materiais.

Muitos destes artigos podem ser comprados na internet a preços muito interessantes. Se tiver experiência em compras pela Net, vale a pena comparar os preços em sites como o ebay e a amazon.

Uma outra decisão que os pais têm de tomar antes do nascimento é se pretendem preservar as células estaminais do bebé. Existem dois custos envolvidos nesta decisão: o kit de recolha, que deverá ser adquirido até um mês antes do parto e a recolha do sangue e do cordão umbilical durante o parto. O kit pode custar cerca de €150 e a recolha pode custar cerca de €1000. Portanto, aqui temos de ponderar: vale a pena este investimento ou é apenas uma moda, como afirmam alguns especialistas?

A análise deste investimento deve começar pelo benefício esperado com a preservação das células estaminais. Para que serve concretamente?

Comecemos pelas definições. As células estaminais são células indiferenciadas, não especializadas e com a capacidade de auto-renovação e diferenciação em diferentes tipos celulares. Podemos recolher células estaminais durante o parto ou de um adulto, sendo mais vantajoso obtê-las de um recém-nascido porque são mais resistentes e têm maior capacidade de proliferação do que se obtidas a partir de um adulto.

A recolha de células estaminais serve para combater doenças como leucemias, anemias e doenças hereditárias do sistema imunológico, entre outras.

Saber com rigor se vale ou não a pena fazer a preservação das células estaminais é sobretudo uma questão de fé. É assim uma vez que a evidência empírica sugere ainda uma aplicação muito limitada em número. Aliás, uma grande parte das aplicações médicas encontra-se ainda em estudo. Além disso, a preservação e armazenamento das células tem uma duração limitada a 20 anos. Portanto, esta despesa é dispensável a não ser que seja muito conservador.

Após o nascimento

A primeira despesa que ocorre a qualquer pai (ou mãe) quando se fala em bebés é as fraldas. Se considerarmos que uma criança consome 6 a 7 fraldas por dia durante os primeiros dois anos de vida, chegamos à conclusão que vai gastar um total de, digamos, 6.5 x 730 dias = 4745 fraldas! Para os novos pais, este número pode parecer assustador…

Ora, se cada fralda custar €0.26 (tendo em conta que uma embalagem de 60 unidades custa €15,98), o custo total com fraldas é de €1263,75. Impressionante, não?

Os custos com alimentação de um bebé podem variar entre os €200 e os €300 por mês, … se for amamentado, não custará muito. Cada embalagem de leite em pó custa cerca de €15. Depois dos primeiros meses, começa a comer papas e sopas. Comprando os ingredientes (à base de legunes) também não gastará muito. A partir dos 3 anos de idade, uma criança gastará quase tanto como um adulto.

O vestuário: como o bebé está sempre em grande crescimento, precisará de substituir a sua roupa com muita frequência. Claro que existem lojas mais acessíveis que oferecem baby grows por €15. Tenha em conta que precisará de roupa que vai durar pouco tempo e que se vai sujar muito. Também vai precisar de comprar roupa interior. Quando o bebé começar a gatinhar, a sua roupinha vai desgastar-se mais nos joelhos. Até lá, os sapatos são dispensáveis.

Infantário: Os mais baratos, que não têm apoios sociais, custam cerca de €200 por mês. Mas se escolher um infantário com serviços com actividades de desporto, cultura e com instalações mais sofisticadas, podem custar cerca de €600 por mês.

Um estudo efectuado pela Liverpool Victoria Society do Reino Unido aponta para um custo de cerca de €250.000 para criar um filho até aos 21 anos de idade, considerando que vive numa cidade periférica. Por isso, não pense no dinheiro que vai gastar com o seu filho, pense nas alegrias que ele lhe vai dar e viva a sua vida!

Acção de Formação sobre a Comunicação Efectiva

Maio 30, 2011 às 10:01 am | Publicado em CEDI | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

 O Serviço de Formação do Instituto de Apoio à Criança (IAC), sedeado no Centro de Estudos, Documentação e Informação sobre a Criança (CEDI), vai levar a cabo, no dia 22 de Junho de 2011 a acção de formação sob o tema da “Comunicação Efectiva”. Sendo de primordial importância a forma como comunicamos (com maior ou menor clareza, com mais ou menos assertividade, etc.) para o nosso relacionamento no dia-a-dia quer com os outros quer connosco próprios, sobretudo no local de trabalho.

Ficha de inscrição

Branca de Neve e os Sete Anões Comemoração do Dia da Criança

Maio 30, 2011 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

 

Para mais informações e marcações, contacte o Museu (91 664 76 85, 22 744 74 68 ou geral@museudelamas.pt)

Página seguinte »


Entries e comentários feeds.