Nas cantinas das escolas de Gaia servem-se mais duas mil refeições por dia

Dezembro 25, 2010 às 1:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Artigo do Público de 17 de Dezembro de 2010.

Por Andreia Magalhães

É o terceiro maior município português em número de habitantes e é também um dos concelhos onde os problemas ligados à alimentação das crianças mais se têm feito sentir. Em Vila Nova de Gaia, tem vindo a aumentar o número de alunos que recorrem às cantinas escolares do concelho – e muitos fazem-no, reconhece a autarquia, em virtude das dificuldades sócio-económicas das famílias.

São agora mais de dez mil as crianças que comem diariamente nas escolas. Há dois anos atrás, o número era mais reduzido – cerca de oito mil alunos. No total, existem no município 118 estabelecimentos de ensino do 1.º ciclo e pré-escolar, e 112 cantinas, que servem diariamente alunos que na sua maioria provêm de famílias que enfrentam “muitas dificuldades” face à actual “situação do país”.

“Há mais dois mil alunos a almoçar nas escolas do que há dois anos atrás”, diz Firmino Pereira, o vereador com o pelouro da Educação na Câmara de Gaia, de maioria PSD. As cantinas do município também vão estar abertas no período das férias do Natal para acudir aos mais carenciados, mas aqui a ideia nem sequer é nova. Surgiu “há seis anos atrás”, devido à “necessidade de ajudar as famílias”, diz Firmino Pereira. “Desde que existam alunos que precisem desta refeição, nós abrimos as cantinas.” A câmara passará em breve a oferecer uma quarta refeição aos alunos do concelho e tem também em curso um projecto inovador em Portugal de avaliação das necessidades nutricionais das crianças.

Para o responsável municipal, “os tempos de crise” que se vivem vieram “piorar” a situação. São cerca de 4300 os alunos que recebem estas refeições de forma gratuita, por pertencerem ao escalão A da acção social escolar. Os que pertencem ao escalão B, num total de cerca de três mil alunos, pagam 65 cêntimos. E os alunos que não recebem apoios do Estado, por pertencerem às famílias “com mais capacidade financeira”, pagam 1,34 euros por refeição. No total, são dez mil e 200 as refeições servidas diariamente nas cantinas de Gaia.

Mais uma refeição

Face a esta realidade, a partir de Janeiro passará a ser oferecida uma refeição suplementar às crianças que frequentam os estabelecimentos de ensino do concelho. Para além do pequeno-almoço, almoço e lanche, as escolas de Gaia vão entregar também um complemento alimentar às crianças que ficam no ATL depois das cinco e meia da tarde. O autarca classifica esta iniciativa como tendo uma “enorme” importância, numa altura em que sente que há “um aumento do desemprego” e que as “famílias têm dificuldades económicas”. O projecto representa um investimento de um milhão de euros saídos directamente dos cofres do município.

Em paralelo, decorre desde 2008 o Plano Estratégico de Combate à Obesidade e Promoção de Hábitos de Alimentação Saudável, que pretende aferir o grau de obesidade das crianças do concelho. Nutricionistas acompanham a confecção das refeições nas cantinas. Em 2012/13 será feito um balanço para se perceber qual a evolução registada.

Nas férias de Natal, para além das refeições, aos alunos da Escola Básica do 1.º Ciclo e Jardim de Infância das Devesas vão ser oferecidas actividades de enriquecimento curricular. “Os alunos não vão ter aulas. Vão ter música, educação física, entre outras coisas”, explica Firmino Pereira.

Osvaldo Seixas, professor deste estabelecimento de ensino, refere que a má alimentação é um problema que afecta o desempenho escolar dos alunos. Para o professor, é “óbvio” que vários alunos não se alimentam correctamente em casa. Sente mesmo que o aumento da quantidade de alunos que comem nas escolas aumentou de forma “brusca”, o que obrigou a um reforço na hora do almoço. “Esta escola não tinha capacidade para dar refeições a todas as crianças ao mesmo tempo. Com o aumento, tivemos de fazer as refeições por dois turnos.” O número de refeições servidas na escola das Devesas duplicou em 2010.


Entries e comentários feeds.