Riscos online afectam pouco jovens portugueses

Outubro 22, 2010 às 1:00 pm | Publicado em A criança na comunicação social, Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , ,

Notícia do Público de 22 de Outubro de 2010.

O estudo foi apresentado no Safer Internet Forum, no Luxemburgo e promovido pelo EU Kids Online. Aceder aos resultados Aqui

Por Susana Almeida Ribeiro

Portugal é um dos países com menor incidência de riscos online para crianças e jovens, ficando abaixo da média europeia (12 por cento), segundo os resultados de um inquérito a mais de 23 mil crianças e jovens europeus entre os 9 a 16 anos.

Apenas 7 por cento das crianças e jovens portugueses declararam já se ter deparado com riscos como pornografia, bullying, mensagens de cariz sexual, contacto com desconhecidos, encontros offline com contactos online, conteúdo potencialmente nocivo gerado por utilizadores e abuso de dados pessoais. A maioria das crianças não declarou ter tido qualquer experiência perturbadora online e sente-se confortável em actividades na Internet que alguns adultos consideram arriscadas. Contudo, os jovens portugueses de 11 aos 16 anos estão entre os que mais declaram fazer um uso excessivo da Internet (49 por cento), muito acima da média europeia (30 por cento). Treze por cento das crianças e jovens declararam ter visto imagens sexuais em sites, e apenas 4 por cento dos pais acham que os filhos já as encontraram. Entre as que viram imagens sexuais, uma em quatro declara ter ficado incomodada com isso. O risco de bullying online foi referido apenas por 2 por cento das crianças e jovens.

TrackBack URI


Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: