InfoCEDI n.º 26 sobre O Direito da Criança à Participação

Junho 30, 2010 às 9:00 pm | Publicado em CEDI, Estudos sobre a Criança, Publicações IAC-CEDI, Recursos educativos | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

Já está disponível para consulta e download o nosso InfoCEDI n.º 26. Esta é uma compilação abrangente e actualizada de dissertações, estudos, citações e endereços de sites sobre O Direito da Criança à Participação.

Este é o direito da Criança a ser ouvida e a que as suas opiniões sejam tidas em conta, com maior ou menor peso – em função da sua idade e da sua maturidade.

Todos os documentos apresentados estão disponíveis on-line e pode aceder a eles directamente do InfoCEDI, Aqui

Anúncios

Oficina Reflexão Acção “Comportamentos desviantes em jovens”

Junho 30, 2010 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

A Rede Social de Murça vai organizar a Oficina Reflexão Acção “Comportamentos desviantes em jovens” no dia 5 de Julho de 2010 na sala de formação da Santa Casa da Misericórdia de Murça.

I Encontro da Rede de Ludotecas do Concelho de Cascais

Junho 30, 2010 às 6:00 am | Publicado em Actividade Lúdica, Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , , ,

A Divisão de Intervenção Educativa e Acção Social Escolar da Câmara Municipal de Cascais e a Rede de Ludotecas de Cascais organizam o “I Encontro da Rede de Ludotecas do Concelho de Cascais” que vai realizar-se no dia 2 de Julho de 2010 no Museu da Música Portuguesa – Casa Verdades de Faria (9.00h – 17.00h) no Estoril. O encontro irá contar com a presença da Drª Dulce Rocha (Presidente Executiva do Instituto de Apoio à Criança) , Drª Natália Pais, membro da Direcção do IAC e a Drª Leonor Santos (Coordenadora dos Sectores  – Actividade Lúdica e Humanização dos Serviços de Atendimento à Criança do Instituto de Apoio à Criança).

Combater o Desemprego dos Jovens

Junho 29, 2010 às 9:00 pm | Publicado em Livros | Deixe um comentário
Etiquetas:

A SALTO-YOUTH Inclusion Resource Centre, publicou em Dezembro de 2009 a booklet Working on Work. Esta booklet tem como base o SALTO ‘Unemployment Training Course’ que teve lugar em  Portugal em Junho de  2009. O desemprego jovem teve um aumento explosivo nos últimos anos na Europa e nesta publicação encontramos estratégias e ferramentas de combate ao desemprego jovem.

Casa Pia de Lisboa criou o PIPAS, programa de prevenção do abuso sexual

Junho 29, 2010 às 1:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas:

Depois dos escândalos envolvendo a Casa Pia de Lisboa, a instituição criou um programa de prevenção do abuso, assédio sexual e educação sexual. O Projecto Integrado de Prevenção do Abuso Sexual (PIPAS) começou a ser aplicado em 2004/2005 e, anualmente, foi chegando a cada vez mais alunos. No ano lectivo que terminou trabalharam o projecto 2791 alunos e crianças internas na Casa Pia, dos três anos à idade adulta.

(…)  Em 2003, quando questionados, os profissionais da Casa Pia enunciaram que o maior desafio que tinham era falar sobre abusos sexuais e sexualidade com as crianças e jovens, recorda Vanda Baptista, do grupo de trabalho da Casa Pia.

Foi constituída uma equipa e grupos de trabalho, integrando 43 elementos, entre professores e outros técnicos. Depois de publicada a lei da educação sexual nas escolas, em 2009, o PIPAS foi adoptado como programa de promoção e educação para a saúde, informa Vanda Baptista. Assim, de um ano para o outro, o número de abrangidos pelo projecto duplicou, chegando à maioria dos alunos e internos nas residências.

Dos 2791 educandos, 2630 são alunos e 161 vivem nas residências. A instituição tem 2750 estudantes, o que significa que apenas 120 não estiveram envolvidos no PIPAS.

Através de jogos e livros trabalhados desde os três anos, no jardim-de-infância, até à idade adulta e ao ensino secundário, trabalham-se temas como a auto-estima, higiene, sexualidade, competências sociais e as emoções, enumera a técnica.

Quinzenalmente, as turmas trabalham 45 ou 90 minutos, dependendo do ano. Nas residências com regime de internato, o PIPAS é aplicado ao serão. O modelo não é o de uma aula, mas de um espaço de conversa e reflexão que começa com a proposta de um jogo. Para esse fim, os “aplicadores”, professores, educadores de infância e responsáveis das residências (ao todo, 307) receberam formação e acompanhamento.

Jornal Público em 28 de Junho de 2010

A AIDSS promove curso de Mediação Escolar

Junho 29, 2010 às 6:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas:

Clique na imagem para aumentar.

“Hoje as Crianças, Amanhã o Mundo”: Sessão de Encerramento

Junho 28, 2010 às 9:00 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

A Sessão de Encerramento do projecto de Educação para o Desenvolvimento: “Hoje as Crianças, Amanhã o Mundo” – Recursos pedagógicos de Educação para o Desenvolvimento no Ensino Formal para crianças entre os 5 e os 12 anos –  realiza-se, no dia 29 de Junho, entre as 15.00 e as 18.00, no Auditório Armando Guebuza da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia, em Lisboa.

Este projecto, promovido pela AIDGLOBAL, com o co-financiamento do IPAD (Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento), nasceu do reconhecimento da necessidade de aumentar e diversificar a oferta de recursos pedagógicos de Educação para o Desenvolvimento, nos primeiros anos do ensino formal.

Nesta Sessão de Encerramento, apresentar-se-á o conjunto de materiais resultantes deste projecto, os quais foram já objecto, em Maio passado, de um périplo de divulgação e distribuição por todo o país.

Presentes estarão também oradores convidados, do IPAD, Universidade Lusófona – parceira na organização do evento – e Casa Pia de Lisboa, que trarão os seus contributos em torno da temática da Educação para o Desenvolvimento.

A participação é gratuita e dispensa inscrição. Consulte abaixo o programa completo.

Antes de partilhares algo na net, PENSA, porque depois já toda a gente viu!

Junho 28, 2010 às 1:00 pm | Publicado em Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas:

Aqui fica este importantíssimo conselho para os jovens utilizadores da internet.

Seis em cada dez crianças já tiveram más experiências na internet

Junho 28, 2010 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

Às duas da manhã de um domingo, o especialista em segurança Tito de Morais recebeu o telefonema de uma mãe em pânico. A filha de 13 anos estava a ser chantageada por alguém que conhecera online e a quem enviara fotos comprometedoras, pensando tratar-se de outra adolescente da sua idade.

Agora, sob a ameaça de divulgar as fotos, o desconhecido queria forçar a adolescente a encontrar-se com ele. Tito de Morais aconselhou-a a ir à Polícia Judiciária, que acabou por prender o perseguidor depois de lhe montar uma armadilha.

“Pela primeira vez, conseguiram evitar um crime de natureza sexual porque a adolescente conseguiu contar à mãe”, frisa Tito de Morais, para quem a atitude mais fundamental que os pais podem tomar para a educação dos filhos é “manterem os canais de comunicação abertos”.

O especialista falava ontem durante o evento onde foi apresentado o mais abrangente estudo mundial alguma fez feito sobre o comportamento das famílias online. Elaborado pela empresa de segurança digital Symantec, o “Norton Online Family Report” inclui perto de dez mil entrevistas com pais e crianças de 14 países, dos Estados Unidos e Brasil ao Reino Unido ou Japão. Chegou a uma conclusão preocupante: 62% de todas as crianças confessaram já ter tido uma experiência negativa durante a navegação na internet.

Entre as experiências mais traumáticas encontram-se a abordagem por parte de desconhecidos em redes sociais (41%), o download de vírus (33%), a visualização acidental de pornografia e/ou violência (25%) e a tentativa de desconhecidos de obter contacto físico (10%). “Um quinto destas crianças sente-se envergonhada com o que aconteceu e tem ressentimentos”, sublinha Salvador Tapia Rodríguez, director da unidade de consumo da Symantec Iberia, que fez a apresentação dos resultados do estudo. E há mais: quatro em cada dez crianças sentem-se responsáveis pelo que lhe aconteceu. “As crianças não podem assumir sozinhas a responsabilidade pelas experiências negativas”, alerta Tito de Morais, referindo que a culpa também é dos pais, “que não as souberam preparar”.

Apesar de alguns números preocupantes, o relatório também tem indicadores positivos. Por exemplo, os pais têm agora muito mais consciência da quantidade de tempo que os filhos passam na internet. Em estudos anteriores, a diferença era tão grande que se tornava ridícula: os filhos passavam dez vezes mais tempo online do que os pais julgavam. Essa lacuna está mais ou menos resolvida, indicam os novos números. Isto não impede de tanto pais como filhos admitirem que a internet ocupa demasiado tempo – 70% dos pais preocupam-se com o excesso de internet e 48% dos miúdos reconhecem que despendem muito tempo na net.

E o que fazem quando estão à frente do computador? Mais de 80% dizem jogar videojogos, 73% navegam de site em site, 71% pesquisam informação para trabalhos da escola e 67% conversam com amigos. No entanto, mais de 50% revelam que os pais não exercem qualquer controlo sobre os downloads – o que na maioria das vezes significa downloads ilegais e/ou potencialmente infectados -, bem como a subscrição de serviços pagos que podem acumular-se e gerar dívidas insuspeitas.

Um dos alertas feitos pela Symantec é de que as crianças estão a estabelecer as próprias regras de uso e códigos de conduta na internet, sendo que as regras impostas pelos pais estão, na maioria das vezes, ultrapassadas. Segundo Salvador Tapia, os pais não agem em conjunto e acabam por ter comportamentos diferentes, o que torna as regras de família quase inexistentes. Reflexo disso mesmo é o facto de 48% das crianças considerarem que são mais cautelosas online que os próprios pais.

“São os miúdos que estão a educar os pais”, diz Salvador Tapia, sublinhando que duas em cada dez crianças acreditam que os pais estão “desligados” da sua vida online.

Jornal ionline em 25 de Junho de 2010

Veja o vídeo AQUI.

Consulte o Norton Online Family Report, que infelizmente não ínclui Portugal,  AQUI.

Arte Jovem… para criar, aprender, interpretar, pensar, partilhar e brincar…!

Junho 27, 2010 às 10:00 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: , ,

O Fórum Dança continua a sua aposta na formação dos mais novos, criando em cada período de férias um conjunto de actividades que, de modo lúdico, estimulam a criatividade e o contacto com outras culturas, através da expressão artística.

O Arte Jovem é uma alternativa para a ocupação dos tempos livres das crianças e jovens, iniciando-as nas artes performativas através do contacto com artistas.

Arte Jovem… para criar, aprender, interpretar, pensar, partilhar e brincar…!

No currículo do Forum Dança, contam-se actividades que servem de background ao desenvolvimento de ateliers para crianças. Os Cursos de Monitores de Dança e de Dança na Comunidade, com várias edições ao longo dos últimos dez anos, atestam a competência do Forum Dança na área da formação em pedagogia das artes. Os Cursos de Intérpretes de Dança Contemporânea criam a dinâmica artística que contagia também o Arte Jovem. Para crianças dos  7 aos 13 anos. De 28 Junho a 16 Julho.

Saiba mais AQUI.

Página seguinte »


Entries e comentários feeds.