Oficinas de escrita criativa para crianças dos 6 aos 10 anos

Maio 27, 2010 às 6:00 am | Publicado em A criança na comunicação social | Deixe um comentário
Etiquetas:

Era uma vez uma oficina de escrita criativa para crianças dos 6 aos 10 anos, onde se inventam histórias a partir de experiências do quotidiano. Melhor, eram cinco vezes, já que durante cinco sábados, de 22 de Maio a 19 de Junho, cada um dos cinco sentidos é o ponto de partida de novas narrativas conduzidas pela imaginação.

Que histórias se escondem por detrás de objectos familiares? A que sabe uma maçã? O que conta o cheiro de uma flor? Por que mundos faz viajar a música? O que se vê de olhos fechados? Sentes o que brincas? Todas estas perguntas suscitam respostas surpreendentes e são uma excelente alternativa a mais uma manhã em frente da televisão ou do computador ou com a Playstation na mão. Mas afinal como se abre a porta para estas histórias? Com uma duração de duas horas cada (10h30 às 12h30), a oficina de escrita criativa da Ousar Crescer é dirigida por Ricardo Fradinho, formado em Escrita Criativa e Pedagogias Expressivas. As crianças apenas têm de aparecer e de levar a sua imaginação. Na primeira oficina, dedicada ao sabor, uma cesta tutti-frutti onde moram frutos como a maçã, a manga, o ananás, a banana e morangos é o pretexto para as crianças fecharem os olhos e abrirem a boca. Imaginarem com saborosas palavras como nasce a macieira, para que terra distante leva o sabor da manga ou o que esconde a casca, além da banana. A segunda oficina, dedicada ao olfacto, tem no nariz a chave para desvendar surpreendentes narrativas. Que história conta o cheiro do malmequer? E os do açafrão, da canela, dos coentros ou de outras ervas aromáticas? Seguindo os aromas da fantasia, as palavras espalham o seu perfume em histórias nunca antes contadas. Na terceira oficina, a imaginação é toda ouvidos. Ao som do Bolero de Ravel ou de uma sonata de Chopin, as crianças imaginam onde estão. Será num avião, num jardim, nas asas de um pássaro, num castelo medieval ou em cima de uma nuvem?

Flores Nespresso Os olhos são o sentido da quarta oficina. Primeiro assistem bem abertos à projecção de um pequeno filme numa praia de Outono, num jardim verdejante ou num deserto. Em seguida fecham-se, para descobrir o que vêem quando estão virados para dentro, e ganham o nome de imaginação. O tacto é o tema da quinta oficina, centrada no universo mágico dos fantoches. As pequenas mãos criam uma história, que depois representam no palco, manipulando os fantoches, que põem a falar, a bater, a abraçar, a rir e a quem emprestam o seu coração. Em todas as oficinas, as mãos curiosas têm tintas, tesouras, cartão, materiais de reciclagem (por exemplo, as cápsulas do café Nespresso dão magníficas flores, chocalhos ou instrumento musicais), as caixas dos cereais que comem pela manhã, canetas de feltro e lápis com as cores do arco-íris, ráfia, cola e aventais improvisados, para materializarem as histórias acabadas de inventar. Uma ou duas oficinas têm o preço de 20€ cada e de três a cinco oficinas o preço unitário passa a ser de 15€. Ou seja, por 75€ imaginam, escrevem e contam histórias com os cinco sentidos e descobrem outros sentidos nestas viagens pelo mundo do era uma vez…

Ousar Crescer. De 22 de Maio a 19 de Junho, aos sábados, entre as 10h30 e as 12h30. Tels.: 214 104 198/917 806 615

Jornal i, em 21 de Maio de 2010

TrackBack URI


Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: