Linha SOS-Criança: ligue 116 111!

Fevereiro 10, 2010 às 10:37 pm | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

O objectivo da Linha SOS-Criança é dar voz e apoio à criança e ao jovem, ajudando-os e defendendo os seus direitos. A Linha SOS-Criança é um dos serviços mais procurados do Instituto de Apoio à Criança.

Ligue 116 111! É grátis.

Mais informação através deste VÍDEO.

Vídeo: Dicas de segurança para os jovens nas redes sociais

Fevereiro 10, 2010 às 2:07 pm | Publicado em Recursos educativos, Vídeos | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

O vídeo que se segue é da responsabilidade da Netsmartz TEENS. Chama a atenção dos jovens para a importância de uma publicação criteriosa da informação pessoal que colocam nos seus perfis dos sites de redes sociais como o Facebook ou o Hi5 e o perigo de serem acedidas por estranhos.

Se deseja saber o que é uma rede social, exemplos de sites de redes sociais, o que é um perfil e quais os atractivos e perigos destes espaços WEB para os jovens, consulte o nosso InfoCEDI n.º 14.

Estudo: Dois em cada três adolescentes portugueses já foi contactado por estranhos através da Internet

Fevereiro 10, 2010 às 10:06 am | Publicado em A criança na comunicação social, Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas:

Dois em cada três adolescentes portugueses já foi contactado por estranhos através da Internet e metade respondeu por curiosidade, segundo um estudo europeu realizado pela Microsoft.

Divulgado por ocasião do Dia Europeu da Segurança na Internet, que se assinala terça feira, o estudo, realizado a nível europeu, indica que metade dos adolescentes portugueses já respondeu ou contactou um estranho on-line ou através de sites de redes sociais, uma percentagem ligeiramente superior à média europeia.

A amostra, que abrangeu um total de 525 respostas recolhidas através de um inquérito on-line realizado no portal MSN (rede social) a jovens portugueses entre os 14 e os 18 anos, revela que 39 por cento acredita que é seguro partilhar informações pessoais em sites de redes sociais e quase um quarto permite o acesso às suas informações por qualquer utilizador da Internet.

De acordo com o inquérito, dois em cada três adolescentes portugueses usa ativamente sites das redes sociais, 39 por cento sente-se seguro para publicar informações pessoais on-line e quase um quatro (23 por cento) afirma revelar o nome da sua escola no perfil.

Mais de metade dos jovens (58 por cento) publica fotografias e vídeos de si próprios e dos amigos em sites de redes sociais e 20 por cento fornece dados pessoais, como moradas de residência, refere o documento, que conclui também que 41 por cento partilha os seus endereços eletrónicos e de mensagens instantâneas.

A amostra diz, igualmente, que dois terços dos adolescentes afirmam que os seus pais não fazem nada para limitar ou controlar a sua utilização na Internet e 39 por cento dos pais em toda a Europa admite que não supervisiona as actividades dos seus filhos on-line, nem o que publicam na Internet.

Segundo o estudo, 61 por cento dos jovens navegam na Internet sem qualquer supervisão paternal e quase metade dos pais (45 por cento) tem conhecimentos “parcos” ou “quase nulos” das temáticas ligadas à web.

O inquérito mostra ainda que metade (52 por cento) dos pais portugueses admite vigiar a utilização que os seus filhos fazem da Internet, embora 69 por cento manifeste confiança de que os filhos estão seguros e sabem como se proteger.

O estudo contou com a participação de 14 181 pessoas, 60 por cento pais e restantes jovens com idades entre os 14 e ao 18 anos, do Reino Unido, Benelux, Dinamarca, Finlândia, Grécia, Itália, Holanda, Portugal, Suécia, Espanha e Irlanda.

Jornal i em 9 de Fevereiro de 2010

Leia mais no Comunicado de Imprensa da Microsoft sobre este estudo.


Entries e comentários feeds.