Estudo: Jovens acham que blogues são para velhos

Fevereiro 6, 2010 às 1:42 pm | Publicado em Estudos sobre a Criança | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

Os blogues são coisa de velhos, o Twitter é uma seca e o Facebook é que está a bombar. Em linguagem de adolescente, estas são as principais conclusões de uma sondagem do instituto norte-americano Pew Research Center, que analisou a presença dos mais jovens na Internet.

Em três anos, o número de bloggers entre os 12 e os 29 anos de idade desceu de 28 por cento em 2006 para 14 por cento em 2009. Por outro lado, o número de adultos com mais de 30 anos que mantêm um blog subiu de 7 para 11 por cento no mesmo período.

O crescimento das redes sociais “tirou fôlego ao formato mais extenso dos blogues”, afirma a investigadora Amanda Lenhart, co-responsável pelo estudo “Social Media and Young Adults”, do “think tank” sem fins lucrativos Pew Research Center, citada pela agência noticiosa Associated Press.

Em declarações ao jornal “USA Today”, a mesma investigadora afirma mesmo que, “de todos os dados recolhidos, o mais surpreendente é o declínio no uso de blogues”.

O afastamento dos blogues por parte dos mais jovens tem um nome: Facebook. “Pensamos que se tem registado uma mudança do MySpace, que incentiva o uso de blogues, para o Facebook, que não segue a mesma via”, explica a investigadora.

Twitter, “aquela coisa que o Lance Armstrong costuma fazer”

A outra estrela do momento nas redes sociais, o Twitter, parece ter muito menos aceitação do que o Facebook entre os adolescentes e os jovens adultos norte-americanos, o que pode ser explicado com a sensação de que um tweet pouco mais é do que uma mensagem SMS.

“Nas palavras do meu filho de 15 anos, ‘o Twitter é uma seca'”, conta Lee Aase, gestor de redes sociais na Mayo Clinic, citado pela edição online do “USA Today”. Para Aase, o Facebook tem mais sucesso entre os mais jovens porque permite que os utilizadores conversem em tempo real, através das salas de chat.

De acordo com o estudo do Pew Research Center, apenas oito por cento dos adolescentes usam o Twitter, algo que a investigadora Amanda Lenhart considera “estranho”, visto que esta faixa etária costuma entregar-se de corpo e alma a qualquer novidade na Web.

“A maioria [dos adolescentes] nem sabe o que isso é”, afirma Amanda Lenhart. “Alguns disseram que é ‘aquela coisa que o Lance Armstrong e outras celebridades costumam fazer'”.

A responsável pelo estudo pensa que esta atitude negativa dos mais jovens perante o Twitter deve-se à ideia de que é preciso “alimentar o monstro constantemente”, o que pode afastá-los.

A sondagem do Pew Research Center foi feita através de contactos telefónicos com uma amostra representativa de 800 adolescentes norte-americanos entre os 12 e os 17 anos de idade e seus pais, e foi efectuada entre Junho e Setembro do ano passado.

Notícia publicada no Jornal Público em 4 de Fevereiro de 2010

Aceda AQUI ao relatório que deu origem a esta notícia.

Sobre esta temática dos jovens, os blogues e restantes redes sociais recomendamos a leitura do nosso InfoCEDI n.º 14.

Workshop sobre Hiperactividade e Défice de Atenção

Fevereiro 6, 2010 às 10:45 am | Publicado em Divulgação | Deixe um comentário
Etiquetas: ,

A Perturbação de Hiperactividade e Défice de Atenção (PHDA) é caracterizada por desatenção, hiperactividade e impulsividade. A criança com PHDA distrai-se facilmente, tem dificuldade em concentrar-se por períodos de tempo longos, é irrequieta e impulsiva, e pode ser muito mais activa do que é comum na sua idade. Estes comportamentos contribuem para problemas significativos não só nas relações com os outros como também na aprendizagem.

É por isso essencial que pais, professores e todos aqueles que lidam com estas crianças, sejam capazes de compreender esta perturbação e de adoptar estratégias de apoio que favoreçam a sua evolução.

Nesse sentido, a Janela Redonda está a promover um workshop acerca desta temática. Este workshop irá ter lugar no dia 13 de Fevereiro, das 14h às 19h, nas nossas instalações.

Para mais informações, enviar mail para:

 workshops@janelaredonda.pt

Fonte: http://www.janelaredonda.pt/

Sobre esta temática recomendamos a leitura do nosso InfoCEDI n.º 21.


Entries e comentários feeds.